VIDA PROFISSIONAL DEPOIS DE MÃE

Como ficou minha vida profissional depois que me tornei mãe.

Durante 15 anos trabalhei no mundo corporativo. Havia me formado em Letras e até cheguei a dar aulas por um tempo, mas não era o que me realizava. Conheci a indústria farmacêutica e ali encontrei minha realização profissional. Como eu amei viver inserida no meio dos medicamentos, de levar possibilidade de tratamentos para dentro dos consultórios e hospitais, de descobrir e estudar novas possíveis formas de cura para várias patologias.

Finalmente, depois de muitos anos de tentativa, consegui engravidar e continuei feliz da vida carregando minha barriga e pasta de amostras grátis e estudos científicos . Apesar de uma gravidez de risco não tive problema algum no trabalho durante a gestação e meu retorno após a licença maternidade era algo muito certo na minha cabeça.

E assim foi feito, após 4 meses de licença eu já estava lá na rua, visitando meus médicos. Eu precisei retomar minha atividades pra ficar bem. Ao contrário de muitas recém mães, voltar ao trabalho inicialmente não foi doloroso, era meio que um alívio…eu não estava legal apesar de ter meu maior presente, minha filha, comigo. Conto AQUI sobre  esse primeiro ano. O trabalho ajudou a me sentir melhor até que esbarrei com o assédio moral. Sim, mulheres em especial mães ainda sofrem assédio moral por conta de toda mudança que a maternidade traz. (Esse é um assunto bem delicado, que ainda vou expor aqui no blog um dia).

Troquei de empresa após quase 10 anos dedicados a um CNPJ que respeitava e que por todo esse tempo considerei também minha casa. Mas aí o encanto com o mundo corporativo já tinha acabado, aquilo não me preenchia mais e estava totalmente apaixonada pela maternidade e pela possibilidade de ver de perto a Betina crescer.

Na última viagem que fiz a trabalho, foram quase 20 dias fora, a Betina tinha apenas 1 ano e meio e ali tive a certeza de que eu tinha que mudar minha história profissional…eu queria ficar mais tempo com minha filha, participar efetivamente do desenvolvimento e conquistas dela. Voltei com a decisão tomada, precisei de mais seis meses pra me organizar e assim que ela completou 2 anos pedi demissão.

Muitos não entenderam… um país em crise, eu tinha um bom salário e uma carreira em ascensão, mas mesmo assim pedi demissão. Uma vida nova começou, cheia de desafios, muitas renúncias e muitaaaaaa gargalhada, muito café da manhã sem pressa, muita brincadeira, muita conexão. Ela precisava mais de mim e eu dela.

E a vida profissional parou? Não…aos poucos as coisas começaram a tomar um rumo. Eu cada vez mais inserida na maternidade e no desenvolvimento de comportamentos e habilidades, fiz um curso de certificação internacional em coach e dei mais atenção ao site e ao insta com a idéia de ter nesses canais um portifólio e laboratório para meu trabalho. Muito exibida que sou, gostei também da idéia de poder dividir e compartilhar minhas dicas e aí acabou nascendo uma Renata influenciadora digital.

Com uma conta bancária muitoooooo menor, mas com coração lotado….assim nós vivemos aqui. O site e o insta me trazem muito mais do que campanhas, me trazem a delícia de viver e compartilhar as alegrias e loucuras da vida materna e agora a chance de espalhar por aí os benefícios da disciplina positiva.

O importante é lembrarmos que cada uma de nós tem uma história e uma forma particular de se sentir completa e que os julgamentos não ajudam em nada. Ser feliz é uma questão de escolha, da própria escolha!!!!

Grande beijo

 

Renata Chiarello

Renata Chiarello

Oi, eu sou Renata Chiarello mãe da B. Uma mãe que alterna loucura e equilíbrio (afinal qual mãe não é assim, né?). Uma mãe que quer desvendar e mostrar o mundo. Uma mãe que descobre todos os dias, de diferentes formas, as maravilhas e dificuldades que a maternidade traz.

Related Posts

2 Discussion to this post

  1. Cris disse:

    Amiga que lindo relato… e na contramão do que se espera não é verdade?! Teve a oportunidade de retornar e depois percebeu que precisa fazer o retorno aos cuidados da pequena Betina mais de perto.
    Eu vejo com um privilégio esse retorno, está perto diariamente, não tem preço.
    A gente vai ajustando e se percebendo em um novo contexto.
    Parabéns por suas novas escolhas, que permitem que esteja mais perto e ao mesmo tempo que te preenche e ajuda muitas outras mamães sendo coach e influenciadora, acho muito importante, contarmos nossas histórias e experiências.
    Obrigada por estar conosco nessa Blogagem Coletiva.
    bjs, Cris

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *