TESTEMUNHO DE MÃE

    Sabe quando você chega na clínica de emergência e pergunta de quem é o plantão e quando ouve o nome da pediatra sente um alívio? Então, nossa convidada de hoje me dá essa sensação. Dra Michele já me deu aquele “super Help” por duas vezes com a B. E agora, além de pediatra assume seu lado totalmente mãe e nos dá esse importante testemunho.
        Obrigada querida, por dividir com a gente essa reflexão.
        Aproveitem, mamães!!!
      Meu filho já teve muitas dificuldades e atrasos quando pequeno. Já me preocupei, quase desesperei sem saber o que fazer… Como lidar com isso, mesmo sendo pediatra.
      Na alfabetização (primeiro ano) resolvi que ele não estava pronto, o troquei de escola e dei mais um crédito a ele, refez o ano. Apostei  em sua capacidade de desenvolver sem pressão inadequada de um ano a frente.
      O que ele sempre precisou foi estar no tempo dele. Cada criança tem seu tempo, devemos parar com tanta expectativa!
     Há dois anos ele só tira notão e tem uma responsabilidade…
     Tempo atrás chegou chorando, feliz e emocionado por que tirou notas boas mais uma vez e passou de ano direto. Chorando muito!!! Lindo de ver, parecia que tinha ganhado uma batalha… (choro só de lembrar )
     Nunca desistam de seus filhos, sejam seus melhores amigos mas não deixem de exigir o melhor deles, com amor.
    A dificuldade deles é nossa também! ( na maioria das vezes não sabemos como agir)
    Parem, respirem e persistam! Tudo vai dar certo. Hoje na cabecinha dele está de férias, e eu, na minha também. Rs
    Curtam crianças e pais! E para quem não conseguiu passar de ano, sempre tem um recomeço… Eu e Matheus somos provas disso ❤
Michelle Lobo, Pediatra e mãe do Matheus.
Renata Chiarello

Oi, eu sou Renata Chiarello mãe da B. Uma mãe que alterna loucura e equilíbrio (afinal qual mãe não é assim, né?). Uma mãe que quer desvendar e mostrar o mundo. Uma mãe que descobre todos os dias, de diferentes formas, as maravilhas e dificuldades que a maternidade traz.

Related Posts

Comentários sobre este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *