OS INCRÍVEIS DOIS ANOS

Os desafios dos primeiros dois anos da criançaIncríveis dois anos? Como assim? Você não escreveu errado? Não seriam terríveis dois anos? Não e eu não escrevi errado e você também não está pensando em um momento diferente da vida das, crianças. Estamos falando realmente dos primeiros dois anos das crianças, que de acordo com a experiência de muitas mães convencionou-se chamar de terrible twos.

Mas será que todas as crianças passarão por essa fase? Será que todas as mães passarão pelos terríveis dois anos dos seus filhos? Sim e não….kkkk. Sim, todas as crianças passarão por esse momento de desenvolvimento pessoal, faz parte do crescimento delas. E não necessariamente serão terríveis, podem ser claro desafiadores mas não há regra de que devam ser terríveis.

Os primeiros 3 anos da vida do ser humano, segundo os especialistas, são os anos de maior número de sinapses no cérebro. Muito do que será desenvolvido durante toda a vida é recebido pelas crianças nesse período intenso de aprendizagem. Elas estão conhecendo o mundo e os sentimentos…tudo junto. Se nós adultos, temos muita dificuldade de lidar com várias sensações, imaginem as crianças que estão tendo contato pela primeira vez com o medo, a euforia, a frustração, o perigo.

Quando as birras aparecem, quando o excesso de autonomia, de querer, os gritos, os “defeitos” acontecem, é muito comum, nós pais, sofrermos com essa atitudes inesperadas dos nossos bebezinhos que querem ser “grandes” com  apenas dois anos. E consequentemente taxamos essa fase como terrível.

Mas, e se começarmos a tentar trocar de lugar com eles em um exercício mental, e assim buscar a causa de toda atitude diferente do que gostaríamos. Se pensarmos na quantidade de palavras e expressões surpreendentes que saem espontaneamente da boquinha deles. Se fecharmos os olhos e pensarmos neles dormindo totalmente dependente da nossa atenção e amor. Ainda,  se escutarmos com o coração os olhares de pedido de atenção quando estamos correndo com alguma coisa ….facilmente  trocaremos os “terríveis” por “adoráveis” dois anos dos nossos filhos.

Nossos filhos nesse período estão experimentando os sentimentos e emoções, não dão conta  da linguagem verbal e por isso irão apresentar comportamentos difíceis em determinados momentos. Cabe a nós pais não rotularmos como terríveis e sim nos acalmar pra acalmá-los, oferecer colo, apoiar, ser empático e  viver junto com eles toda essa experiência engrandecedora, transformadora e adorável que é prepara um ser humano pra vida.

 

Grande Beijo

Renata Chiarello

 

Renata Chiarello

Oi, eu sou Renata Chiarello mãe da B. Uma mãe que alterna loucura e equilíbrio (afinal qual mãe não é assim, né?). Uma mãe que quer desvendar e mostrar o mundo. Uma mãe que descobre todos os dias, de diferentes formas, as maravilhas e dificuldades que a maternidade traz.

Related Posts

Comentários sobre este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *