FALA INFANTILIZADA

Fala infantilizada coloca em risco o desenvolvimento da fala do bebê.

Betina demorou a andar, mas falar foi bem rápido. E o que sempre nos chamou atenção foi a forma como ela pronunciava as palavrinhas. Ela não foi um bebê de falar muito “errado”. Sem saber, talvez até mesmo inconscientemente sempre tivemos a preocupação de falar pausadamente e sem diminutivos e invenções com ela. Filha e neta de professora, já viram né?

Mas hoje a Dra Raquel Luzardo nos fala sobre como a fala infantilizada pode prejudicar a fala dos bebês. Leiam:

Apesar de carinhoso e fofo, esse tipo de comunicação
coloca em risco o desenvolvimento da fala, mesmo sendo feita sempre com a melhor
das intenções! Isto porque ao utilizar palavras erradas, no diminutivo ou em linguagem
infantilizada a criança pode assimilar a fala da maneira incorreta.
A partir dos cinco meses de idade os bebês começam a emitir alguns sons com a
intenção de se comunicar, mas é por volta de um ano e meio que começa apresentar
um vocabulário maior. Os pais não podem incentivar o filho a falar errado, ainda que
achem bonitinho, é recomendado que sempre falem de forma correta. Lembre-se: é o
modelo de fala do adulto que gera o padrão de fala da criança!
Para estimular o desenvolvimento da fala, o ideal é que a família mantenha uma boa
comunicação desde o nascimento, contando tudo que estão fazendo juntos,
conversando bastante com o bebê. Por exemplo, durante o banho, troca de roupa,
refeições, nomeie as partes do corpo, comida, peças de roupa – sem usar palavras no
diminutivo ou apelidos! Quando passearem, fale sobre o caminho, o lugar que estão,
comente a situação. Isso vai mostrando ao bebê a importância da comunicação!
Outra dica relevante é cantar e ler para as crianças! Esse hábito promove o
desenvolvimento da linguagem falada e, mais tarde, estimula o interesse pela
linguagem escrita!
E quando a criança pronuncia uma palavra errada? Muitos pais corrigem as crianças,
sendo que o ideal é que falem de maneira correta, dando sempre um modelo de
linguagem, mas não a corrija. Quando os pais perceberem que a criança tem
dificuldade para falar certas palavras, tente usá-las com mais frequência durante uma
conversação espontânea com a criança, pois elas assimilam por repetição.
É importante estar ciente que as crianças passam por um aprendizado dos sons da
língua intenso ao longo da sua primeira infância (até os 4 anos de idade) e, nessa fase
de descoberta, podem acontecer muitas alterações na fala por ser o primeiro contato
da criança com as palavras. Nesse período falar errado é comum, faz parte da
infância, mas após essa idade a criança pode estar com problemas!
Ao perceber que a criança está demorando a falar ou então quando na sua fala
aparece uma quantidade grande de erros, o mais indicado é procurar um especialista!

Qualquer dúvida manda pra gente!

Beijos

Renata Chiarello

 

Renata Chiarello

Oi, eu sou Renata Chiarello mãe da B. Uma mãe que alterna loucura e equilíbrio (afinal qual mãe não é assim, né?). Uma mãe que quer desvendar e mostrar o mundo. Uma mãe que descobre todos os dias, de diferentes formas, as maravilhas e dificuldades que a maternidade traz.

Related Posts

Comentários sobre este post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *